Franco da Rocha
2 anos atrás

3ª Conferência Municipal Popular da Educação aborda principais temas para a área

3ª Conferência Municipal Popular da Educação aborda principais temas para a área

A 3ª Conferência Municipal Popular da Educação foi realizada na última sexta-feira (25) e contou com centenas de participantes no evento realizado no prédio da Secretaria da Educação.

Veja fotos

Para dar início a atividade, os integrantes da Oficina de Percussão, da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer fizeram uma apresentação com suas batidas. Em todo o espaço do quinto andar, local onde fica o auditório da educação, estavam espalhados banner contendo as informações das metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Educação (PNE).

O prefeito Kiko Celeguim ressaltou a expectativa quanto ao encontro realizado na Secretaria da Educação. “Espero que a conferência não só reavalie nossas metas, para ver o que avançou de 2015 pra cá, o que evoluiu de maneira modesta, ou até o que estamos errando, mas também que a gente consiga produzir um grande documento para dialogar com a sociedade”.

Além disso, Kiko também comentou falou sobre o impacto positivo que espera na educação. “Sabemos que o eco de Franco em relação ao tamanho da nação, do estado, é pequeno, mas, pelo menos estamos fazendo a lição de casa, que é conversar com os cidadãos, com os pais, as crianças, os dirigentes políticos, partidários, sindicais, empresariais, de que a educação não pode ficar sem investimento para se manter funcionando e, principalmente, para que possamos melhorar nossos índices e metas. Espero que Franco da Rocha possa contribuir com a região como um todo com esse documento”.

O prefeito aproveitou para lembrar sobre os impactos da crise e de opções políticas na educação e as dificuldades para se fazer educação. “Em 2016, houve a votação que limita os gastos públicos para os próximos 20 anos, principalmente na saúde e na educação, e estamos em uma retração da economia, o que é muito real a possibilidade de termos menos dinheiro para fazer educação, o que coloca em cheque todo o plano”

Renata Celeguim, secretária da Educação, afirmou que o momento é especial. “Começamos a organizar um grupo de secretários municipais da região, então esse mérito de mobilizar toda a cidade começa nos debates desde 2015, quando elaboramos o Plano Municipal de Educação (PME). Alguns que fizeram parte daquele momento estão aqui. É um momento de luta para que essa geração vai tenha uma educação de qualidade”.

Após as falas, o palestrante Professor Doutor, Fenando Cássio, conversou com os presentes sobre “O Plano Nacional de Educação, na articulação do Sistema Nacional da Educação”.

Segundo dia

Ainda na secretária da educação, foram organizados grupos que discutiram os eixos do documento de referência e metas do PME. Na sequência, houve a aprovação das emendas, adendos, supressões e moções, além da escola dos delegados para representar o município na III Conferência Intermunicipal Popular da Educação, prevista para acontecer em outubro deste ano”.

Veja as metas discutidas abaixo:

1 – Educação Infantil

2 – Ensino Fundamental

3 – Ensino Médio

4- Educação Inclusiva

5 – Alfabetização

6 – Educação de tempo integral

7 – Qualidade no ensino

8 – Escolaridade média da população

9 – Alfabetização de jovens e adultos

10 – EJA integrada à educação profissional

11 – Educação profissional

12 – Educação superior

13 – Titularidade de professores do Ensino Superior

14 – Pós-graduação

15 – Formação de professores

16 – Formação continuada de professores

17 – Valorização do professor

18 – Plano de carreira docente

19 – Gestão democrática

20 – Financiamento da educação

Foram debatidos os seguintes eixos:

– O Plano Nacional da Educação na articulação do SNE: instituição, democratização, cooperação federativa, regime de colaboração, avaliação e regulação da educação;

– Qualidade, avaliação e regulação das políticas educacionais;

– Gestão democrática;

– Democratização da educação, acesso, permanência e gestão;

– Educação e diversidade: democratização, direitos humanos, justiça social e inclusão;

– Políticas intersetoriais de desenvolvimento e educação: cultura, ciência, trabalho, meio ambiente, saúde, tecnologia e inovação;

– Valorização dos profissionais da educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde;

– Financiamento da educação: gestão, transparência e controle social.

(Texto e foto: Ewerton Geniseli)

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?