A Ciência da Positividade: como usar o otimismo para alcançar objetivos

A Ciência da Positividade: como usar o otimismo para alcançar objetivos
Publicado por Bianca Ludymila Peres no dia 27/05/2015 em Cotidiano

Levantamento realizado pela plataforma de pesquisa online CONECTAí, em dezembro de 2014, mostra que quase 60% dos brasileiros afirmam estarem felizes e 23% muito felizes. Ainda, 57% dos entrevistados acreditam que a felicidade está diretamente relacionada a recursos financeiros e 36% a melhorias no trabalho. Será que os 83% dos brasileiros que afirmam estar felizes ou muito felizes, também estão satisfeitos com sua situação financeira e trabalho?

Carlos Aldan, CEO do Grupo Kronberg – empresa especialista em desenvolvimento de líderes e profissionais da linha de frente, assessment e coaching – explica que o estudo intitulado “3 Habits of Extremely Optimistic People” da Six Seconds, baseado na psicologia positiva na neurociência demonstram que essa fórmula está de ponta-cabeça: o correto é afirmar que a felicidade é a precursora do sucesso e não o seu resultado.

“Se o sucesso viesse primeiro que a felicidade, todos os que afirmaram estarem felizes ou muito felizes na pesquisa já teriam alcançado suas metas de vida, o que não é verdade. A ciência da positividade mostra que a felicidade e o otimismo são o combustível do desempenho e proporcionam inúmeras vantagens, como energia, criatividade e sistema imunológico fortalecido, além de promover melhores relacionamentos, maior produtividade, bons resultados no trabalho e até mesmo maior longevidade.”

O índice aumentado de positividade traz melhores resultados em todos os domínios da vida porque possibilita nossa aproximação dos objetivos e da própria felicidade em si. “Usar o otimismo não quer dizer que se deixe de enxergar os obstáculos que, volta e meia, aparecem em nosso caminho, mas nos habilitará a trilhar um caminho para superá-los”, finaliza o CEO.

Deixe seu comentário:

+ Cotidiano

Tags:, , , ,