Franco da Rocha
2 anos atrás

A história de Franco da Rocha e região

A história de Franco da Rocha e região

O que é hoje o município de Franco da Rocha originou-se principalmente do desenvolvimento em torno da estação de Juquery (atual Mairiporã), inaugurada na Estrada de Ferro Santos a Jundiaí em 1867. Como a estação ficava no município de Juquery, recebeu o nome do mesmo, mesmo estando a mais de dez quilômetros da sede municipal. O estabelecimento de um hospital psiquiátrico próximo à estação ajudou no desenvolvimento do povoado que crescia aos arredores da estação ferroviária do Juquery.

Em 1934, o município de Parnaíba (atual Santana de Parnaíba) perdeu, para Juquery, algumas terras que faziam divisa pelo rio Juquery-Guaçu, ao lado da estação ferroviária. Estas terras, que incluíam também todas as instalações da Companhia Melhoramentos em Caieiras, formaram, juntamente com a área desenvolvida em torno da estação ferroviária, o distrito de Franco da Rocha, incorporado a Juquery. A estação ferroviária também teve seu nome alterado. O distrito tornou-se município em 1944, quando se emancipou de Juquery, na época já chamado de Mairiporã.

O povoamento das terras do atual município de Franco da Rocha iniciou-se com a passagem dos bandeirantes que se dirigiam a Minas Gerais, quando fazendas foram-se instalando ali.

O primeiro povoado foi o de Juqueri, junto ao rio do mesmo nome.

Com a construção, em 1867, da São Paulo Railway, ferrovia que ligava Santos a Jundiaí, foram inauguradas duas outras estações de parada, a de Caieiras e a de Belém (hoje, Francisco Morato), seguidos, em 1888, da de Juqueri.

Isso levou Filoteo Beneducci, antigo minerador na localidade de Pedreira, a se dedicar à extração de pedras, embarcando-as na ferrovia.

Em 1890 foi o Cel. Antônio Proost Rodovalho quem instalou uma indústria de papel no povoado de Caieiras, um dos maiores empreendimentos da época. Mas o que deu projeção ao núcleo, ainda no século passado, foi a instalação de um hospício na cidade, e que hoje conta com área de 3.000 hectares, após a aquisição das Fazendas Cresciuma e Velha, constituindo a Colônia Agrícola de Juqueri e o Manicômio Judiciário.
Até 1939, a usina elétrica do hospital forneceu eletricidade à estação de Juqueri, embora desde 1916 o Governo já tivesse adquirido as terras de Ângelo Sestini na “4ª Colônia”com as linhas de transmissão e de mais instalações.

Em setembro de 1934, Juqueri foi elevado a Distrito de Paz com o nome de Franco da Rocha, em homenagem ao Dr. Francisco Franco da Rocha, médico psiquiatra, pioneiro da assistência psiquiátrica em São Paulo e Diretor do Hospício do Juqueri. A elevação a Município deu-se em novembro de 1944.

FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA

Distrito criado com a denominação de Franco da Rocha, por decreto nº 6693, de 21 de setembro de 1934, no Município de Juqueri.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, Franco da Rocha é distrito judiciário do Município de Juqueri. No quadro anexo ao Decreto-lei Estadual nº 9073, de 31-III-1938, o Distrito de Franco da Rocha permanece no Município de Juqueri.

Pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30-XI-1938, o Distrito de Franco da Rocha perdeu parte do território para o novo Distrito de Caieiras, do mesmo município.
Em 1939-1943, o Distrito de Franco da Rocha figura igualmente no Município de Juqueri.

Elevado à categoria de município com a denominação de Franco da Rocha, por Decreto-lei nº 14334, de 30 de novembro de 1944, desmembrado de Juqueri, sede na Vila de Franco da Rocha. Constituídos de 2 Distritos: Franco da Rocha e Caieiras. Sua instalação se verificou no dia 01 de janeiro de 1945.

No quadro fixado, pelo referido Decreto-lei Estadual, para vigorar em 1945-1948, o Município de Franco da Rocha ficou composto dos Distritos de Franco da Rocha e Caieiras e pertence ao termo e comarca de São Paulo.

Lei Estadual nº 233, de 24 de Dezembro de 1948, cria o Distrito de Francisco Morato e incorpora ao Município de Franco da Rocha.

No quadro fixado pela Lei Estadual nº 233, de 24-XII-1948 para 1949-1953, e Distritos, e no fixado pela Lei Estadual nº 2456, de 30-XII-1953 para 1954-1958, o Município de Franco da Rocha é constituído de 3 Distritos: Franco da Rocha, Caieiras e Francisco Morato.

Lei Estadual no 5285, de 18 de fevereiro de 1959, desmembra do Município de Franco da Rocha o Distrito de Caieiras.

Em divisão territorial datada de 01-VII-1960, o Município de Franco da Rocha é formado dos Distritos de Franco da Rocha e Francisco Morato.

Lei Estadual nº 8092 de 28 de fevereiro de 1964, desmembra de Franco da Rocha o Distrito Francisco Morato.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído do Distrito Sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 15-VII-1999.

GENTÍLICO: FRANCO-ROCHENSE

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?