Novidades
3 anos atrás

Alckmin anuncia expansão do sistema Detecta e apresenta resultados da interligação de equipamentos

Na capital, a interligação ao sistema está sendo feita de forma gradativa; no total serão integradas câmeras de 900 pontos; policiais que trabalham com a tecnologia foram homenageados

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 18, a interligação de mais 97 pontos, com equipamentos da Prefeitura de São Paulo, ao sistema Detecta. A conexão começa a funcionar em novembro, contemplando todas as regiões da cidade.

“É importante destacar o bom trabalho da nova tecnologia, do Detecta. Estamos todo dia avançando mais e incorporando câmeras do setor público, setor privado, de rodovias estaduais, federais e municipais”, comentou Alckmin. “A tecnologia de software inteligente e vídeo analítico já apresentou bons resultados. Não apenas fiscaliza veículos, mas também ajuda a elucidar crimes, a prender sequestradores, fugitivos. Enfim, é uma ferramenta muito importante de segurança pública”, explicou.

Durante o evento, foram homenageados os policiais que trabalham com o sistema e também foram apresentados resultados dos dois meses de integração com os leitores de placas da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) ao Detecta. “Fizemos questão de cumprimentar os policiais porque não adianta ter uma boa tecnologia se não tiver uma polícia preparada para esse trabalho”, destacou o governador sobre o trabalho policial.

O convênio para a interligação foi firmado em julho entre o Estado e o município. As câmeras da CET começaram a ser integradas ao Detecta a partir do dia 18 de agosto. A conexão desses equipamentos ao sistema está sendo feita de forma gradativa e já conta com 178 pontos integrados – serão 900 no total.

Alckmin anuncia expansão do sistema Detecta e apresenta resultados da interligação de equipamentos (foto: divulgação/reprodução)
Alckmin anuncia expansão do sistema Detecta e apresenta resultados da interligação de equipamentos (foto: divulgação/reprodução)

Até 17 de outubro, as câmeras com leitores de placa da Prefeitura emitiram 12.023 alertas ao Copom. Os alertas permitiram que a PM agisse de forma mais rápida e precisa, levando à prisão em flagrante de 539 pessoas e à interceptação de 402 veículos. Além disso, 22 armas de fogo foram apreendidas.

O sistema Detecta

O Detecta é muito mais que um sistema de monitoramento inteligente. Trata-se do maior big data da América Latina, que integra bancos de dados das polícias paulistas (como RDO, Fotocrim, cadastro de pessoas procuradas e desaparecidas, dados do Detran, registro de veículos furtados, roubados e clonados).

As imagens de câmeras de segurança, portanto, são importantes componentes de um sistema. Atualmente, 559 câmeras de videomonitoramento estão ligadas ao sistema Detecta no Estado.

Desde o início, os alertas gerados pelo Detecta ajudaram as polícias a prender 2.419 pessoas, interceptar 1.631 veículos e apreender 134 armas de fogo.

Ocorrências de destaque

Ao longo desses dois meses de integração das câmeras da capital ao Detecta, a Polícia Militar atendeu e resolveu importantes ocorrências criminais. Somente na última sexta-feira, 14, por exemplo, foram três casos solucionados.

Na manhã do dia 14, policiais militares receberam alertas sobre um veículo envolvido em crimes, trafegando na Avenida Washington Luís, zona sul da capital, e conseguiram deter um casal que levava 60 aves silvestres no banco traseiro e porta-malas do carro.

No mesmo dia, outra equipe prendeu três homens que mantinham uma mulher e seu filho reféns no veículo roubado da vítima, na Freguesia do Ó, zona norte da cidade. O flagrante, feito depois que os policiais receberam um alerta sobre o carro roubado, impediu que os criminosos seguissem com o plano de ir roubar a casa da mulher.

Ainda na sexta-feira, PMs do Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran) recuperaram, na Marginal Tietê, um carro que tinha sido roubado na cidade de Osasco, na Grande São Paulo. Os policiais receberam um alerta do sistema e prenderam o homem que roubou e dirigia o automóvel, um fugitivo da cadeia de Itirapina, no interior.

Outra ocorrência de destaque aconteceu no dia 19 de setembro. A Polícia Militar prendeu quatro pessoas envolvidas no sequestro-relâmpago de uma mulher, ocorrido em Perdizes, zona oeste da capital. Após alerta gerado pelo sistema, a equipe conseguiu localizar o carro da vítima, no qual ela era mantida refém, e a libertaram na Rodovia dos Bandeirantes, em Vinhedo, interior do Estado.

O sistema Detecta auxilia, ainda, no trabalho de investigação da Polícia Civil. A ferramenta foi utilizada no esclarecimento de casos de relevância, como no sequestro da sogra do chefe da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, assim como na solução do latrocínio que vitimou o delegado José Antônio do Nascimento, morto em janeiro.

Em Santos, o Detecta também foi utilizado na investigação da morte do dentista Pedro Garcia Neto, ocorrida em março. No mês seguinte, a Polícia Civil prendeu o autor do crime, na capital.

Foi também com ajuda do sistema que policiais civis de Cubatão elucidaram e prenderam o responsável pela morte da estudante Ana Cláudia da Conceição Silva, de 16 anos. O crime aconteceu em novembro de 2015 e o autor foi preso em junho.

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?