CIRCUITO SESC DE ARTES chega a Franco da Rocha no dia 02 de abril

Publicado por Redação Franco Notícias no dia 31/03/2016 em Franco da Rocha

Realizado pelo Sesc São Paulo, o Circuito Sesc de Artes – Conectando lugares, circulando ideias, traz em sua programação diferentes linguagens artísticas de música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais e literatura. Este ano, o evento percorre 114 cidades do interior, litoral e Grande São Paulo, incluindo a capital, que recebe o evento pelo segundo ano consecutivo.

CIRCUITO SESC DE ARTES chega a Franco da Rocha no dia 02 de abril

CIRCUITO SESC DE ARTES chega a Franco da Rocha no dia 02 de abril

Destaques da programação – No dia 2 de abril, Franco da Rocha recebe o cantor Liniker (SP), grande destaque da nova música brasileira que mistura black music com a música pop contemporânea. Também se apresenta o grupo teatral Careta com o espetáculo Hamelete – O Cordel, uma das peças mais encenada de Shakespeare em literatura de cordel.

Gabinete de Curiosidades e Habilidades – Este ano, a programação de cinema, artes visuais e literatura chegará aos espaços públicos de forma pouco convencional. Inspirado nos traveling shows, antigos carros itinerantes que iam de cidade em cidade apresentando toda sorte de atrações artísticas, o Gabinete de Curiosidades e Habilidades vai oferecer ao público uma variada programação nessas áreas. A cenografia é de William Zarella.

Como nas outras edições, as apresentações serão realizadas em espaços públicos, com entrada gratuita e livre e mais de 600 horas de programação. Nessa iniciativa, o Sesc SP tem a parceria das prefeituras e sindicatos do comércio locais. Para a coordenação dos trabalhos, 19 unidades do Sesc em todo o estado serão envolvidas, fornecendo todo o apoio às cidades vizinhas que recebem a programação cultural.

Circuito Sesc de Artes na Internet – Diariamente, o site do Circuito Sesc de Artes será atualizado com produções exclusivas, registrando histórias curiosas e personalidades de cada cidade envolvida na programação. Basta acessar http://circuito.sescsp.org.br/cidade/franco-da-rocha/ e conferir estes conteúdos, incluindo toda a grade de programação.

Fotos e vídeos das atrações também estão no site para download.

CIRCUITO SESC DE ARTES
Praça Caieiras – Ao lado da Estação Franco da Rocha da CPTM
Sábado – 02 de abril
Das 17h às 21h30
Programação Completa: sescsp.org.br/circuitosescdeartes

ATRAÇÕES:

ARTES VISUAIS
Objetos Sonoros – Gabinete de Curiosidades e Habilidades
Construção de instrumentos de sopro com materiais alternativos que, conectados a diferentes tipos de sacolas, transformam-se em máscaras sonoras, semelhante ao som de trompas e trompetes.

CINEMA
Cine Magia
Exibição de curtas-metragens, dirigidos pelo cineasta francês Georges Méliès entre 1896 e 1913. A atividade compõe o Gabinete de Curiosidades e Habilidades inspirado antigos carros itinerantes que iam de cidade em cidade apresentando toda sorte de atrações artísticas e curiosidades..

CIRCO
Vizinhos
Cia. Artinerant’s (SP)
A relação entre dois colegas de quarto pode estar por meio fio. Para escapar da rotina, os colegas dão novos significados aos objetos de uso cotidiano por meio de jogos cênicos que misturam acrobacias, equilíbrio, humor e poesia. O varal da casa se transforma em arame para um jogo de equilíbrio, enquanto a poltrona vira um trampolim. Duração 60 min.
Direção: Lu Lopes (Palhaça Rubra). Elenco: Daniel Pedro e Maíra Campos.

LITERATURA
[Bala_vras]
Daniel Viana (SP)
Quando falamos em repentistas, pensamos nos artistas que compõem músicas na hora, muitas vezes duelando entre eles ou tirando sarro de quem assiste. Daniel Viana faz algo parecido com poemas. Quem escolhe o conteúdo é o público, tirando-o da imaginação ou de um baleiro giratório repleto de balas e palavras. O resultado é datilografado em papéis coloridos e presenteado aos espectadores. A proposta é realizar uma troca poética de forma inusitada e descontraída.

Palavra + Imagem
Cia. Circo de Trapo (SP)
Acervo de livros ilustrados será oferecido por duplas de mediadores de leituras individuais e compartilhadas. Com Edmilson dos Santos e Filipe de Oliveira.

MÚSICA
Liniker (SP)
Cantor e compositor um dos principais destaques da nova música brasileira, lançou o EP Cru no ano passado e em uma semana o vídeo já tinha um milhão de visualizações. Seu estilo passeia entre a black music e a música pop contemporânea. Suas composições autorais falam principalmente sobre o amor e os relacionamentos. Duração: 90 min.

Com Liniker Barros (voz), Márcio Bortoloti (trompete), Péricles Zuanon (bateria), Rafael Barone (baixo), William Zaharanszki (guitarra), Barbara Rosa (Backing vocal) e Renata Éssis (Backing vocal).

TEATRO
Hamelete – O Cordel
Grupo Careta (SP)
Hamlet, uma das peças mais encenada de Shakespeare, ganhou uma versão em literatura de cordel. A história do príncipe que deseja vingar a morte do pai, envenenado pelo irmão que desejava seu trono e casar-se com a rainha, é encenada de forma adaptada com elementos da cultura brasileira. Agora, os reinos foram transformados em fazendas e os soldados são empregados dos senhores de engenho. O espetáculo é uma prova de como o autor inglês foi capaz de criar uma saga universal. Duração: 70 min.
Direção: Lívia Simardi. Elenco: Alberto Vizoso, Lívia Simardi, Luizinho Beltrame, Marcelo Jacob, Octávio da Matta, Patrícia Palhares e Yves Carrasco.

DANÇA
A ginga do mestre Costinha
Quem gosta da ginga e da cultura da capoeira e já passou ou vive no município de Franco da Rocha, com certeza conhece o Mestre Costinha. Dos cinquenta anos de vida, trinta foram dedicados à arte marcial.
A paixão pela capoeira começou cedo. “Quando ainda era criança, aos 12 anos, comecei a me interessar. Vim de uma família muito carente e sempre gostei de praticar esportes, mas não tinha apoio, principalmente do meu pai. Daí eu me escondia no mato e ficava fazendo as movimentações da capoeira, foi assim que comecei”.
Depois de um tempo, o envolvimento do franco-rochense só aumentou. Aos, 20 anos, Mestre Costinha já trabalhava ministrando aulas de capoeira na região. Ele explica que não trabalha apenas na formação de um atleta, mas que antes de tudo realiza um trabalho de formar cidadãos. Costinha faz um trabalho com jovens de 7 a 14 anos e sempre menciona a importância da atividade para o aprendizado sobre respeito, interesse ao próximo e até mesmo para os benefícios para a saúde.
Faz 4 anos que ele desenvolve também um trabalho com crianças que tem síndrome de down. “A cada dia me surpreendo mais com a capacidade deles, é um trabalho realmente gratificante”, diz. E para ele as aulas de capoeira não devem ser superficiais. “Nas minhas aulas não ensino apenas os movimentos básicos, tem também o Maculelê, a Jogada de Rede, o Samba de roda, e o instrumental. Eles precisam saber de onde vieram os instrumentos, e o que a capoeira significa, precisam entender a riqueza dessa cultura“.
O mestre de capoeira Costinha, ainda diz que de verdade o que é necessário para o título de mestre na realidade é a responsabilidade, o amor ao próximo, a humildade e claro, o tempo.

Deixe seu comentário:

+ Franco da Rocha

Tags:, , , , , , ,