Cotidiano
3 anos atrás

Clinica Fares – Modelo de Saúde acessível chega a Osasco e Municípios

Clinica Fares – Modelo de Saúde acessível chega a Osasco e Municípios

Os moradores de Osasco e dos municípios do entorno agora podem contar com um complexo médico de saúde acessível e humanizada com valores de consulta a partir de R$ 75 (setenta e cinco reais), um valor abaixo do praticado pelos polos mais acessíveis de saúde da Grande São Paulo.

Trata-se do lançamento de um projeto ambicioso para a região que contou com um investimento de R$ 20 milhões para atender aos moradores de Osasco e municípios como Barueri, Taboão da Serra, Itapevi, Cajamar, Alphaville, Santana do Parnaíba, Jandira, Carapicuíba, Cotia, Pirapora do Bom Jesus, Embu das Artes, entre outras regiões do entorno.

Localizada na Rua Antônio Agu, 630, em dois prédios de 5 andares, em um total de 13 mil metros quadrados de área, a clínica acessível vai oferecer mais de 40 especialidades médicas em consultas, exames e procedimentos cirúrgicos com um corpo clínico de 300 profissionais, entre médicos vindos de hospitais de ponta como Albert Einstein e Sírio Libanês, além de enfermeiros e demais funcionários. O primeiro prédio já inicia suas operações a partir de amanhã (07 de julho). O segundo prédio, no início do segundo semestre. Os horários de atendimento serão de segunda à sexta, das 7h às 19 horas. E aos sábados, das 7h às 17h.

Clinica Fares
Clinica Fares

PLANO DE EXPANSÃO

A abertura de um novo polo clínico na região inaugura um plano ambicioso de democratização da saúde acessível no Brasil. Após consolidar sua atuação de 28 anos no bairro de Vila Nova Cachoeirinha (Zona Norte da capital), e de três anos no Largo 13, em Santo Amaro (Zona Sul), o empresário planeja chegar a 16 unidades distribuídas pela Grande São Paulo até 2019.
Somente com a abertura da unidade localizada em Osasco, o objeto é saltar dos já relevantes 1 milhão de atendimentos ao ano para 2,5 milhões de pacientes, somando as três unidades.

A escolha de Osasco e região foi feita a partir de um estudo de demanda por polos clínicos completos. Em um único dia será possível ao paciente realizar desde a consulta, até exames de alta complexidade. Hoje, nas demais sedes, em nove dias, é possível a uma paciente realizar a consulta, os exames, como ultrassom e mamografia, a biópsia, receber o diagnóstico e o encaminhamento para a cirurgia, caso necessário.

“O conceito acessível não é referente aos valores e sim ao fato de facilitarmos o acesso a todo o ciclo de prevenção, diagnóstico e tratamento de forma rápida e fluida. Quando falo de tornar possível 16 unidades até 2019, quero dizer polos clínicos completos, que oferecem resolutividade ao paciente. É algo robusto, diferente do que existe no mercado atualmente”, destaca o médico fundador, Adiel Fares, que ainda revela os números de 70 mil horas clínicas por mês e 765 mil exames laboratoriais realizados por ano oferecidos até então.

SAÚDE PARA TODAS AS CLASSES – TODOS QUEREM UMA SAÚDE JUSTA, INDEPENDE DE CLASSE SOCIAL

O modelo de saúde acessível oferecido é destinado para todos aqueles que buscam um valor justo nas consultas médicas, independente de classe social. Os valores cobrados – de R$ 75 a R$ 160 a consulta, e os valores acessíveis de exames e procedimentos cirúrgicos — são aproximadamente um quarto do que cobram os consultórios particulares, de acordo com a Associação Médica Brasileira.

De acordo com Fares, seu conceito de atendimento propõe suprir a demanda latente de uma parcela significativa da população insatisfeita com o sistema público e suplementar de saúde existente no Brasil.

O empresário chama a atenção para a parcela significativa da população que não encontra mais custo x benefício nos planos de saúde – atualmente o número de pessoas que está​ migrando dos planos de saúde para a Clínica vem aumentando nos últimos meses e já representa 30% das consultas particulares.

Um dos diferenciais de gestão é a seleção de seguradoras e auto-gestões de melhor remuneração, não cedendo à pressão de operadores e planos de baixa remuneração, valorizando o trabalho dos médicos e contribuindo para a relação médico-paciente. Tal fato fortalece o que o empresário denomina de medicina humanizada, que segue premissas concretas de maior proximidade e dedicação ao paciente, conceito inspirado no trabalho do médico norte-americano Hunter Doherty “Patch” Adams.

MODELO CRESCE NO BRASIL

Enquanto mais de 1,3 milhão de brasileiros deixaram de ter planos de assistência médica entre março do ano passado e março deste ano (dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar -ANS), a rede de Fares atingiu mais de 1 milhão de atendimentos no último ano. Hoje, abraça em média 180 mil pacientes que dizem ter perdido a segurança e não veem mais um bom custo x benefício para o pagamento mensal aos planos de saúde. Ou seja, são pacientes que preferem pagar por uma consulta quando realmente precisam e escolhem a Fares pois sentem que são bem tratadas, conseguem agendar um atendimento para o mesmo dia ou no máximo para o dia seguinte por valores são mais honestos ou justos ao bolso. Por outro lado, a Clínica também absorve a demanda que o SUS não consegue atender. Pacientes descontentes com o sistema público já representam 420 mil prontuários da instituição.

Clinica Fares
Clinica Fares

SERVIÇO:

· Cidades atendidas: Osasco, Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Pirapora do Bom Jesus, Alphaville, Santana do Parnaíba, Cotia, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Juquitiba, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista e demais localidades vizinhas
· Endereço: Rua Antônio Agu, 630 – Centro – Osasco
· Atendimento: segunda à sexta, das 7h às 19h. Sábados das 7h às 17h
· Agendamento de consultas, exames e procedimentos: (11) 3851-4000 ou pelo site.

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?