Emprego: 10 Dicas para melhorar o desempenho em testes de inglês

Emprego: 10 Dicas para melhorar o desempenho em testes de inglês
Publicado por Redação Franco Notícias no dia 20/02/2015 em Trabalho

Exames padronizados de inglês ajudam a medir sua proficiência, que significa a sua habilidade de usar inglês para falar, ouvir, ler e escrever. Gramática e vocabulário são geralmente medidos simultaneamente com essas quatro habilidades. Mas para que servem esses testes?

O Brasil tem cada vez mais pessoas no mercado de trabalho. Ao conquistar a sonhada vaga, o próximo desafio no ramo profissional passa a ser a busca de melhores colocações na área em que se está atuando. Mas como fazer isso com a concorrência cada vez mais acirrada?

O inglês ainda é um dos principais pré-requisitos para boas oportunidades de emprego e são poucos os brasileiros que possuem fluência no idioma. Por conta disso, exames que atestem sua capacidade de se expressar na língua inglesa, como o TOEFL, IELTS, Cambridge English Exam ou Pearson Test of English, por exemplo, são de extrema importância para a valorização do currículo. Além disso, quem pretende cursar um MBA ou fazer uma especialização fora do país, precisa obrigatoriamente de um destes certificados.

Preparar-se para um exame de proficiência não é o mesmo que se preparar para as provas que você tem na escola. Na escola, os professores querem ter certeza que você aprendeu tudo que foi ensinado a você, e então você geralmente consegue se preparar estudando tudo que vai cair na prova.

Exames de proficiência são diferentes pois avaliam as habilidades de centenas de milhares de alunos. Eles têm como finalidade posicionar todos os estudantes em uma escala comum. É impossível saber o que vai cair em um exame como este.

Para melhorar as habilidades que necessitam de mais atenção e conseguir um bom resultado os alunos devem praticar. Aqui vão algumas dicas da Voxy para se preparar para um exame padronizado:

1) Comece cedo. O aprendizado de uma língua não acontece da noite para o dia, e estudos demonstram que a prática regular (também chamada de prática distribuída) funciona melhor que estudar muito de uma vez só.

2) Pratique nas condições impostas pelo exame. Conforme o seu exame se aproxima, você deve praticar sentando-se por duas ou três horas sem se levantar, para que você se acostume a responder diversas perguntas em inglês de forma contínua.

3) Pratique os tipos de perguntas que você verá no exame. Você deve ler trechos acadêmicos e garantir que consiga responder perguntas que exijam deduções e previsões e também possa resumir o que foi lido.

4) Anote as palavras que você não entende ao ler e ouvir para que possa revisar depois e ter certeza que as entende. Mas não interrompa sua leitura para procurar cada palavra no dicionário. Tente entender os significados através do contexto.

5) Pratique ouvindo inglês nativo. O inglês falado por professores é geralmente mais devagar e deliberado. Porém, a maioria dos exames padronizados traz gravações de áudio legítimas e nem sempre você terá a chance de ouvi-las mais de uma vez. Garanta uma prática de audição de pessoas reais falando inglês real. Para isso, você pode recorrer a programas de televisão, músicas ou até filmes, todos disponíveis online.

6) Utilize fontes autênticas de conteúdo. Tente praticar com o maior número possível de fontes autênticas de inglês. Exames padronizados geralmente utilizam atividades de leitura e audição autênticas com materiais do mundo real. Você terá que ler trabalhos acadêmicos, e-mails e ouvir conversas telefônicas. Você deve praticar com esses materiais do ´mundo real´ ao se preparar para fazer os exames.

7) Pratique conversação. Caso o exame que você quer fazer possua uma parte dedicada à conversação, você deve praticar conversando com falantes nativos, preferencialmente aqueles que são instrutores treinados de inglês. Eles serão capazes de simular o tipo de entrevista de proficiência oral que você encontrará em um exame padronizado de proficiência de inglês.

8) Diversifique sua programação de prática. Você não deve fazer a mesma coisa todo dia ou vai tornar a prática entediante e ficará preso a uma rotina. Em alguns dias você deve ler artigos de notícias ou acadêmicos e, em outros, deve praticar conversação com falantes nativos. Após isso, faça uma pausa e revise vocabulário. Depois, trabalhe suas habilidades de audição. Toda semana, você deve planejar um dia maior de estudos em que fará diversas atividades de uma vez só (veja a dica Nº 2 acima).

9) Tente achar assuntos do seu interesse. Estudos mostram que as pessoas passam mais tempo trabalhando em suas habilidades linguísticas quando estão interessadas no que leem e ouvem. Então, assista programas de TV e vídeos em inglês, leia notícias interessantes, leia sobre coisas que você gosta, como cozinhar ou praticar esportes ou viajar. Tente pensar em coisas que se pode fazer em inglês. Mude as configurações do seu computador e celular para inglês. Compre coisas online em inglês. Ouça músicas e notícias em inglês.

10) Tome cuidado para não fazer coisas que vão prejudicar sua prática:

Depender de tradução na verdade não ajuda quem está tentando aprender uma língua porque consome o tempo que deve ser dedicado a aprender e pensar em inglês. Não tem problema não entender todas as palavras; ao parar o que está fazendo para procurar cada palavra em português, você para de ler e começa a traduzir, e para se dar bem em um exame padronizado, você deve praticar sua leitura e não sua tradução.
Tome cuidado com legendas. Assistir programas de TV e filmes com legendas em INGLÊS é ótimo. Porém, assistir com legendas em português prejudicará suas habilidades na língua. Você passará seu tempo lendo em sua língua nativa e seu cérebro vai parar de prestar atenção no inglês.

Deixe seu comentário:

+ Educação

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , ,