Franco da Rocha
2 anos atrás

Esportes mentais em busca de uma nova geração de praticantes

Esportes mentais em busca de uma nova geração de praticantes

Os chamados esportes mentais também tem espaço em Franco da Rocha. Se você ainda não compreendeu do que se trata, eis a explicação: damas e xadrez possuem centenas de adeptos na cidade.

Os dois esportes são praticados há muitos e muitos anos no município, porém nos últimos uma nova geração tem despertado interesse nesses jogos centenários. E esse trabalho de atrair novos esportistas fica a cargo de Filipe Perretti, responsável pelas aulas oferecidas pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, à população franco-rochense.

Desde 2016 a frente dessa empreitada, o trabalho, aos poucos vai gerando resultados. Durante o ano passado o professor Filipe visitava as escolas municipais onde ensinava os dois esportes da mente para alunos da rede municipal de ensino, além de treinar jogadores mais experientes no Parque Benedito Bueno de Morais.

A partir de fevereiro de 2017 o foco mudou e agora as visitas acontecem duas vezes por semana, em escolas da rede estadual, onde os jogos de damas e xadrez é demonstrado aos alunos do ensino médio. “Nós vamos até as escolas e apresentamos o esporte para os alunos, em um dia da semana e no outro já realizamos um pequeno torneio entre eles”, explica Filipe.

Até o momento, o técnico visitou sete unidades e conta que o número alcançado de praticantes ultrapassa o de 200 franco-rochenses nas escolas estaduais.

Desde quando assumiu a modalidade, até o momento, Filipe vê o crescimento no investimento do esporte em Franco. “Ano passado nós tínhamos cerca de 20 tabuleiros, esse ano o número já dobrou, além de recebermos também cerca de 20 jogos de peça de cada uma das modalidades”, explica.

Após um pouco mais de um ano comandando o xadrez e as damas, Filipe faz uma avaliação do andamento do trabalho. “Nesse tempo dá para fazer uma avaliação positiva. Ano passado não tínhamos uma equipe de xadrez e esse ano montamos um masculino e um feminino, além de manter a base no jogo de damas”, afirma.

Treinamento no Parque

Todas as terças e quintas, os treinos de damas e xadrez são realizados no Parque Municipal Benedito Bueno de Morais. As aulas acontecem no salão embaixo da arquibancada, onde os praticantes se unem para estudar um pouco mais do esporte.

Ali o treinamento é dividido em três tipos, sendo colocadas mesas para os iniciantes, que são aqueles que nunca praticaram nenhum dos jogos e terão noções de movimentação de peças, conhecer o tabuleiro. Esse tipo de treino acontece geralmente com crianças.

Em outras mesas ficam os atletas que começam a estudar as teorias do xadrez e damas, conhecer as jogadas possíveis, como fazer a abertura do jogo até conquistar uma possível vitória contra um adversário em um torneio.

Por fim, estão os participantes do grupo avançado, onde os enxadristas e os jogadores de damas fazem o estudo puro da teoria, em que conhecem o diagrama do tabuleiro, para entender qual é a melhor jogada que pode ser feita.

Atualmente, no espaço, cerca de 35 atletas de ambas as modalidades participam dos treinamentos semanais e se preparam também para as competições.

Jogos Regionais e Festival de Xadrez e Damas

O empenho em desenvolver as modalidades em Franco da Rocha vem trazendo bons resultados para o município, como a participação dos praticantes em torneios como os Jogos Regionais.

Na 61ª edição dos jogos, o xadrez franco-rochense terminou a disputa na quarta colocação, no feminino e em sexto no masculino. Já nas damas, a competição acontece em equipe mista, onde Franco terminou o torneio em sétimo lugar.

Além de participar da competição estadual, Franco organizou também o primeiro Festival de Xadrez e Damas que contou com a participação de aproximadamente 50 atletas de diversas cidades e de outros estados. O evento, aliás, teve a participação de Thauane de Medeiros, atleta da seleção brasileira de xadrez que conversou com os competidores antes do início das disputas.

Praticantes comentam sobre a importância do esporte

Wendel Azarias, de 17 anos e morador da Vila Bela, falou um pouco sobre o esporte em sua vida. “Eu pratico tênis de mesa e o professor me chamou para treinar xadrez. Estou aqui há um mês e gosto bastante. No jogo é preciso ter muito foco e percebi que essa atenção no tabuleiro também está indo para a minha vida fora daqui. Já consegui trazer meu primo e meu irmão para virem jogar comigo e espero trazer ainda mais gente para participar”, finalizou.

O representante do jogo de damas, é possivelmente, o atleta com mais tempo de prática na cidade, com 84 anos, Laércio Ciampone já é adepto do esporte há 40 anos e participa ativamente dos treinos na cidade. Capitão Laércio, como é mais conhecido, falou sobre a modalidade. “É muito importante que a prefeitura mantenha essa atividade. O jogo de damas ensina a reflexão na vida. Se eu tirar uma pedra, o que vai acontecer no tabuleiro? É o mesmo na vida. Se eu quebrar um vidro, qual punição terei? Então o jogador pensa muito antes de fazer qualquer coisa. Outro ponto forte que o esporte proporciona para gente é a persistência, é ensinar como lutar por uma causa, não desistir e ser disciplinado”, explica.

Foram tantas as vezes que o Capitão representou Franco em torneios, que não consegue enumerar. Mas, para ele, o mais importante é continuar atuando para melhorar a a modalidade no município. “Pretendo continuar jogando enquanto tiver forças. Quero ajudar a treinar a molecada, formar novas equipes para o futuro”, finaliza o experiente atleta.

Como e onde treinar?

As aulas acontecem às terças e quintas, no Parque Municipal Benedito Bueno de Morais, das 19h às 22h. O interessado precisa ir até o local onde acontece o treino, embaixo da arquibancada do parque e conversar com o professor Filipe e efetivar sua matrícula em uma das duas modalidades.

(Texto e foto: Thiago Lins – Arte: Dalmir Junior)

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?