Franco da Rocha
2 anos atrás

Fórum de Políticas Culturais reuniu moradores na tarde da última quinta-feira (03)

Fórum de Políticas Culturais reuniu moradores na tarde da última quinta-feira (03)

Na tarde da última quinta-feira (03), o Centro Cultural Newton Gomes de Sá recebeu o Fórum de Política Cultural de Franco da Rocha. Com início às 14h e encerramento às 22h, o evento recebeu os moradores da cidade para debater os principais temas que serão incluídos no Plano Municipal de Cultura: documento que futuramente virará Lei Municipal. O Fórum marca a abertura do Festival de Inverno 2017, da cidade.

O encontro teve por objetivo responder a pergunta “como você imagina Franco da Rocha daqui a dez anos na área da cultura?”. A ideia é que a população franco-rochense contribua de forma ativa na construção, manutenção e prevenção dos bens culturais (materiais e imateriais) da cidade. Veja fotos do Fórum

Participaram do evento: moradores, professores das oficinas culturais, artistas locais, membros da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, entre outros convidados. O Fórum começou com a secretária municipal de Cultura, Taiana Garcia, explicando que o encontro seria inteiramente participativo e de trocas de experiências. Ela ressaltou ainda a importância de ter na cidade pessoas com experiência técnica na área da cultura “porque isso é fundamental para o desenvolvimento do município”, apontou. Taiana explicou ainda que esse sempre foi o objetivo dessa gestão: formação técnica em âmbito cultural.

Taiana ainda lembrou três importantes características da cidade em relação as manifestações culturais. “Franco da Rocha consegue ter a Romaria; que tem 74 anos, a Festa de Santa Cruz dos Valos; que tem mais de cem anos, jovens cada vez mais engajados na produção artística e ainda a comprovação de que o Complexo Hospitalar do Juquery foi um local percursor da arteterapia”, afirmou.

Em seu segundo dia de trabalho na cidade, Tassia Toffoli também falou sobre o tema. Experiente no assunto, ela foi funcionária do Ministério da Cultura do Governo Federal, e frisou a importância da construção do Plano. “Esse é um documento que vai ajudar todo mundo a saber o que fazer, em qualquer circunstância política”, explicou Tassia.

Como aconteceram as discussões?

Para orientar os participantes, foi elaborado um cronograma das atividades, constituído por quatro eixos temáticos que direcionaram o caminho inicial das discussões. São eles: formação, difusão, financiamento/fomento e preservação.

Cada um deles com focos específicos: formação artística, cultural e de gestão; democratização da rede de equipamentos, serviços e espaços culturais; fortalecimento da produção de bens simbólicos e promoção da diversidade e das expressões culturais, com atenção para a diversidade étnica, racial e de gênero; identificação, preservação e divulgação do patrimônio cultural e material do município, respectivamente.

Atividade

Cerca de 40 pessoas estiveram no local, no período da tarde. Dividido em quatro grupos, eles levantaram questões sobre cada tema sugerido. Esses grupos foram orientados por membros que possuem identificação ou experiência com seus respectivos temas.

Após o evento, a pesquisadora e jornalista Ana Moraes, que esteve à frente da criação do Plano Municipal de Cultural de São Bernardo do Campo, passará uma semana na cidade recebendo as propostas dos moradores para então poder montar o Plano Municipal de Cultura. Ela também falou no evento sobre a importância da construção da identidade cultural da cidade.

(Texto: Karen Moraes – Foto: Orlando Junior)

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?