Franco da Rocha
2 anos atrás

Loja Leliê Modas Franco da Rocha, exemplo de superação e amizade

Loja Leliê Modas Franco da Rocha, exemplo de superação e amizade

Esse texto é de uma guerreira, mulher que tem muita força e fé, impossível foi passar por ele e deixar de compartilhar com o nossos leitores a importância de cada palavra, dessa mensagem de superação e solidariedade.

Texto: Karina Colamego, Leliê Modas

HOJE DIA 10 DE MARÇO DE 2017, eu encerro um ciclo… pelo qual eu acredito que aprendi a ser mais forte, mas solidária, mas humana e pensar mais no coletivo.
Completamos nesta data, um ano de um acontecimento histórico talvez pra cidade que comecei minha historia como comerciante e empreendedora, um acontecimento que descobri o significado das palavras união e solidariedade na pele.

Exatamente a um ano atrás na madrugada do dia 10 para o dia 11 uma chuva torrencial instalou-se sobre Franco da Rocha, sem se quer nos dar a oportunidade de pensar em tomarmos providencias, aconteceu o pior com todos nos comerciantes do Centro de Franco da Rocha nossas lojas de baixo d’agua… ou melhor com ela soterradas de lama, ate hoje me pergunto se por negligencia das autoridades e empresa que monitora e toma conta do represamento das águas, se por descuido ou desconhecimento de saber este possível risco q corríamos de novo de uma grande enchente como a de 1987 não ter medidas de prevenção e real monitoramento na época nos fez passar por momentos de terror e desespero.

Sou comerciante em Franco desde 2008 e até o acontecimento só tenho que agradecer o espaço e proporção que a loja ganhou desde então, relato que foi um baque de certa forma, ver o seu sonho e seus conquistas lavados de lama com as mãos atadas, não ter atitude a tomar e nem a quem recorrer de primeiro momento me fez pensar em desistir, pois tínhamos apenas 3 meses de nossa loja repaginada e reformada com tudo que há de melhor para nossos clientes, ambiente arrojado, estoque completo para uma nova coleção q iniciaria a pouco…

Me lembro como se fosse hoje, ta fresquinho aqui na minha memoria, nos todos acordados vendo o noticiário de tudo acontecendo sem poder fazer nada, simplesmente tentando adivinhar se tinhamos perdido tudo e se teríamos força de recomeçar. Bom o dia 11 iniciou cinzento e com uma incógnita…como chegariamos em Fco, me lembro que fui pra lá de moto e fazendo caminhos alternativos de forma que só iamos acompanhando as tragedias, consegui chegar ate meu estabelecimento com barro na canela e ao abrir minha porta de aço me deparei com um cenário que jamais em minha vida achei q poderia ver, vi. Todo o nosso sonho, nossas lutas e dedicação estava escorrendo ao abrir a porta com lama, sim nossas peças a qual escolhemos com carinho e amor as clientes para fora encharcadas, sujas e da pior maneira possível, mas a solidariedade ali ja estava presente com um dos mus amigos de luta diaria…dizendo exatamente assim

“Vamos, vc é guerreira, comece a levantar o q esta ao chão e salvar o q for possível, EU TE AJUDO!”

desde então tirei forças da onde não tinha, com lagrimas nos olhos me fiz uma Karina forte, guerreira e que não iri desistir daquilo que me fez mulher realizada, A Leliê estava precisando mais de mim mais do que nunca e eu me vi na missão de recupera la e retoma la de volta. Meu telefone desde então não parava mais de tocar as mensagens de apoio e solidariedade nao pararam mais, todas a estas pessoas devo o meu muito obrigada e digo que foi o q me fez acreditar ainda mas em mim e em nosso trabalho. Foi um dia cansativo e uma noite exaustiva, na qual nos passamos lavando o q conseguíamos e separando literalmente o ruim do péssimo.

Assim eu e minha irma Talita logo pensamos que sozinha jamais conseguirimos realizar a tarefa de limpar a loja e tirar aquele atoleiro de la de dentro, então decidimos criar uma ação em que nossos amigos pudesse nos ajudar e ajudar nossos amigos comerciantes tbm que estavam na mesma situação, a ideia foi um mutirão da limpeza no qual as pessoas traziam utensílios para ajudar e mão de obra…e não é que deu super certo, muito emocionada ao chegar na frente da loja no dia já tinha uma equipe deste mutirão tirando o barro e confirme o dia ia passando as pessoas iam chegando e ajudando no que pudiam até lanche rolou de um voluntários pra galera e realmente posso dizer que a união faz a força e deixamos a loja de certa forma limpa e conseguimos ainda ajudar alguns vizinhos e a vitória ai já se iniciava…

Alguns dias ainda permanecemos fechados até a limpeza da cidade que posso dizer que foi bem rápida e o prefeito orquestrou tudo de forma organizada e ágil.
Consegui reabrir e aos poucos ir colocando tudo em ordem, confesso que com muita luta e passando por muitas dificuldades…acreditava que era um aprendizado incrível e precisava ajudar além da loja pessoas que tinham perdido muito mais com o acontecimento e consegui resgatar meu âmbito de caridade e solidariedade, hoje acredito que nada acontece por acaso e nem passamos por aquilo que não devemos passar…aprendi demais com tudo e por isso relatei como um ciclo, que nõo é so de felicidades que se vive e quando você tiver ela é necessário aproveita la e qdo passar por dificuldades encare-as de frente e tire o aprendizado de tudo isso…e se tornara alguém melhor e mais evoluído, este ciclo se encerra e tenho certeza que outro inicia se, com novas felicidades, muitas lutas e muitos APRENDIZADOS!

Vida que segue ao infinito e além.

A Leliê passou por um dos momentos mais difícil do percusso dela, mas com guarra, serenidade e gentilezas!

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?