Franco da Rocha
5 anos atrás

Médico diz que foi proibido de entrar em hospital em Franco da Rocha

Médico diz que foi proibido de entrar em hospital em Franco da Rocha

Para quem não sabe, é lei para os médicos e sacerdotes (entende-se pessoas que tragam conceitos religiosos), a entrada livre em ambientes hospitalares.

Segundo o Dr. Roberto Pilli, ele havia ido fazer uma visita a um amigo e paciente no domingo no horário de visitas. Já haviam entrado 2 pessoas e a visita então, estaria encerrada. Identificou-se como médico e apresentou todos os documentos, a resposta foi:

“É proibida a entrada de médicos!”

O paciente foi internado na quinta feira (dia 7). Na segunda foi para o centro cirúrgico e a cirurgia foi suspensa em decorrência de uma crise hipertensiva grave. Altamente improvável a possibilidade de não apresentar um pico hipertensivo antes.

“Foi feita avaliação pré-operatória? Poderia ter prestado informações importantes. A demora no tratamento pode prejudicar sobremaneira a atividade laborial do paciente. A segurança é maior que no quartel central da guestapo”, diz Dr. Pilli.

“Escondem o que?? As equipes se revezam nos plantões???? Até onde vai a ociosidade? Muitas questões em aberto. A segurança é forte sim, para que nunca saibamos de nada. Agora, SEM DÚVIDA. Esse hospital poderia ser muito melhor aproveitado”, ainda afirma.

A revolta foi tamanha que o médico divulgou o acontecimento em sua página em rede social, confira!

O Dr. Roberto Pilli é Cirurgião Geral com especialidades em ginecologia e UTI, grandemente reconhecido na região. Atualmente tem uma clínica especializada em ultrassonografia.


Precisando contatar a redação, mande seu e-mail para contato@franconoticias.com.br agora mesmo!

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?