Milhares de pessoas marcam presença no Juquery Pride, primeira parada LGBT de Franco

Milhares de pessoas marcam presença no Juquery Pride, primeira parada LGBT de Franco
Publicado por Bianca Ludymila Peres no dia 25/07/2017 em Franco da Rocha

A tarde do último domingo (23), ficará marcada na história da cidade e na memória dos milhares de participantes que estiveram no Juquery Pride, primeira parada LGBT de Franco da Rocha, realizada no parque municipal.

Veja mais fotos da festa

O evento foi uma realização da prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e contou com a parceria do Instituto Nice, que apoiou e colaborou para a organização da festa.

Para dar início a 1ª parada LGBT de Franco da Rocha, centenas de pessoas que manifestam o apoio à causa se concentraram em frente ao Centro Cultural. Elas caminharam atrás do trio elétrico que contou com a presença do DJ Paulo Wega, responsável por soltar o som pra galera até a chegada ao parque municipal.

A música eletrônica tomou conta do parque e fez o público presente dançar. Os gogoboys abriram as atrações no palco. Ao longo da tarde e da noite diversas atrações também animaram a galera presente como: DJ Lucas Henri, DJ David Cake, DJ Roger Brambila DJ Léo Santos, Athena Joy, Julie Black e apresentação da miss gay Alice Leminski. Além dela, Lindsey Sulivan, Izabely Jolie, Luiza Marilac, Adriano Martelli, Edylene Água Suja, Giseli Roxx e a Manon.

Também marcaram presença e colaboraram para que a festa acontecesse, seguranças, GCMs, equipe da Secretaria de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, membros da Secretaria da Saúde que distribuíram preservativos e da Secretaria de Assistência Social que levou ao parque as oito barracas da Feira Municipal de Economia Solidária, com diversas opções de alimentos para o público.

O prefeito Kiko Celeguim participou da festividade e fez uma avaliação quanto ao preconceito existente nos dias atuais. “Estamos vivendo um momento no Brasil e no mundo de muitos conflitos. Nesses momentos de crise esses conflitos ficam mais evidentes, as pessoas vão perdendo a vergonha de expor seus preconceitos e chegamos a conclusão de que vivemos em um país em que a lei garante direitos iguais para todos, mas que a realidade não é bem assim”.

Kiko reforçou a importância de uma parada LBGT em Franco. “É bom eventos como esse, que não tenham intuitos de converter ninguém ou agredir ninguém, mas sim de dizer para milhares de pessoas, jovens, moças, rapazes, trans, gays, lésbicas, que eles têm direito de ser feliz, isso é o importante de festas como essa”.

Ainda sobre o Juquery Pride, Kiko destacou que a cidade está de portas abertas. “Franco da Rocha é uma cidade plural, acolhedora e respeita todo e qualquer tipo de manifestação cultural, religiosa, de gênero e de raça”.

A Secretária de Cultura, Esporte e Lazer, Taiana Garcia comentou sobre esse dia histórico na vida de milhares de pessoas e reforçou a importância do trabalho da Cultura na cidade. “A nossa Secretaria tem como principal função quebrar barreiras e ajudar o ser humano a se expandir e crescer a mente, trabalhamos para isso. Esse evento hoje, para nós, é um marco da quebra de qualquer tabu que outras pessoas da cidade possam criar e acreditar, mas estamos com muito respeito nesse espaço para mostrar que vai ter parada sim e vamos trabalhar para que tenham mais, pois essa cidade é de todos e esse governo trabalha para todos”, afirmou.

Responsável pelo Instituto Nice, a presidente Valéria Rodrigues comemorou. “A prefeitura abraçou a ideia. Estou superfeliz com esse bom público que apareceu aqui e Franco da Rocha está fazendo história mais uma vez”.

A vereadora Neiva Hernandez também marcou presença no evento.

Avaliação do público

A caieirense Irina Rocha, de 20 anos, veio para Franco da Rocha se divertir na festa junto com os amigos e fez sua avaliação. “Gostei bastante. Já fui em outras na Paulista e acho que deveria acontecer mais vezes. Achei interessante e até achei que não teria tanto público e fui surpreendida com uma festa muito animada”.

Stefany Hamer, de 28 anos e moradora do Centro também aprovou. “Gostei muito do evento. Precisava disso em Franco da Rocha e trouxe a minha filha. Eu já estive na primeira da Paulista que tinha umas 300 pessoas, então a tendência dessa é só crescer. Como é o primeiro evento muitas pessoas têm medo, mas eu estou achando incrível”.

Celsa Lopes, de 50 anos e moradora da Vila Bazu gostou do que viu na festa. “Achei o evento muito bonito de se ver. Trouxe minhas duas filhas e a minha neta. Foi maravilhoso”.

Dançando e se divertindo na festa estava Marinalva Santos, de 44 anos, moradora do bairro Jardim das Jabuticabeiras, que foi ao parque acompanhada de uma amiga que estava com o filho (foto). “Vou sempre na festa da Av. Paulista, mas é sempre bom ter um evento como esse em minha cidade. Eu apoio essa causa e eles precisam e merecem espaço. Acho um horror o público questionar esse evento, eles têm que respeitar e acho que deve acontecer mais vezes. Com certeza eu volto”.

(Texto: Ewerton Geniseli com colaboração de Gabriella Oliveira – Foto: Ewerton Geniseli)

Deixe seu comentário:

+ Franco da Rocha

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , ,