Franco da Rocha
3 anos atrás

Ministério Público abre inquérito para apurar responsabilidade sobre abertura de comportas da represa

Ministério Público abre inquérito para apurar responsabilidade sobre abertura de comportas da represa

O Ministério Público de São Paulo abriu inquérito para investigar as responsabilidades na abertura das comportas da Represa Paiva Castro, na madrugada de sexta-feira (11).

O volume de água agravou as inundações do município de Franco da Rocha.

Os promotores vão apurar se houve omissão das autoridades. Também será analisado se os planos de contingência são insuficientes para garantir a segurança da população.

O texto assinado pelo promotor Ricardo Manuel Castro diz que não é a primeira vez que a abertura das comportas da represa causa alagamentos na cidade. O mesmo aconteceu em 1987, 2011 e 2015.

A Sabesp, operadora da barragem, informou que a abertura foi necessária para evitar o rompimento da represa.

Segundo a companhia, em um período de 12 horas a Paiva Castro recebeu o equivalente a 71% da capacidade total do reservatório.

A empresa diz ainda que, conforme o previsto no plano de controle de cheias, avisou a Defesa Civil, às 2h30, de que a barragem operava em situação de emergência.

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?