Educação
5 anos atrás

Olimpíada do Conhecimento 2014 acontecerá em setembro

Mais de 800 jovens de todo o Brasil participam, entre os dias 3 e 6 de setembro, em Belo Horizonte, da oitava edição da Olimpíada do Conhecimento, lançada oficialmente nesta quinta-feira (31), em São Paulo. Santa Catarina será a quinta maior delegação do torneio que colocará em disputa os melhores jovens de 58 profissões técnicas ligadas à indústria, ao setor de serviços e à agropecuária. Serão 42 competidores catarinenses, entre eles, estudantes do SENAI, entidade da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC).

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, afirmou durante o lançamento do evento que o ensino profissional é um fator imprescindível para a agenda de competitividade da indústria brasileira e para a inclusão social. “Hoje, sabemos que se não tivermos profissionais preparados e comprometidos com a indústria e com a nação, o Brasil não vai dar o salto de produtividade que precisamos. E nesse sentido, nós, da CNI e do SENAI, temos orgulho dos 4 milhões de matrícula por ano. Cerca de 85% dos alunos que temos no Brasil já saem empregados dos cursos”, disse.

Presidente da CNI, Robson Braga de Andrade (Foto: José Paulo Lacerda)
Presidente da CNI, Robson Braga de Andrade (Foto: José Paulo Lacerda)

A Olimpíada do Conhecimento é o maior torneio de educação profissional das Américas. “O encontro tem duas grandes funções: uma é mostrar o que efetivamente fazemos no SENAI em termos de tecnologia, organização e preparação dos nossos alunos. A outra é o elemento comparativo os estados na etapa nacional competem entre si e se comparam. Esperamos encontroar os melhores alunos e que tragam os melhores resultados”, afirma o diretor regional do SENAI/SC, Sérgio Roberto Arruda.

O diretor-geral do SENAI, Rafael Lucchesi, e o apresentador Luciano Huck – nomeado embaixador da OC2014 – também participaram do lançamento da Olimpíada do Conhecimento. Com sete vezes mais inscritos do que na primeira edição (2001), em 2014 a disputa contará com mais de 800 competidores e deve atrair cerca de 300 mil visitantes no ExpoMinas, na capital mineira. Os competidores saíram de cursos profissionais das escolas do SENAI, do SENAC e dos Institutos Federais de Tecnologia – esses últimos, pela primeira vez, farão parte das provas.

Mesmo o SENAI ofertando 67% dos seus cursos de maneira gratuita, apenas 6,6% dos jovens até 25 anos optam por educação profissional no Brasil. Avaliando os dados demográficos da população brasileira, só 10% já fizeram cursos de educação profissional. Segundo Rafael Lucchesi, esse índice ainda é baixo se comparado com a média dos 30 países mais ricos, onde esse índice é de 35% cursando e 48% do estoque populacional.

PRODUTIVIDADE – “O que ressaltamos na Olimpíada do Conhecimento é que as formações básica e profissional são componentes que impactam na produtividade do trabalho. Estamos investindo nessa melhoria, em 2010, o SENAI contava com 1 milhão de inscritos. Atualmente, já são 4 milhões. Precisamos melhorar a qualidade da nossa mão de obra para aumentar o poder de competição da nossa indústria em um mercado globalizado”, explicou Lucchesi.

O diretor-geral do SENAI ressaltou ainda que há um paradoxo e uma inadequação na percepção da população na importância do ensino profissional. Segundo pesquisa do SENAI, 90% das pessoas reconhecem que o ensino técnico cria oportunidade para o mercado de trabalho e 82% acreditam que vai melhorar a remuneração das pessoas. “Em um ano, de acordo com pesquisa da CNI, um pessoa com educação profissional terá um rendimento 15% maior do que a mesma pessoa com o mesmo nível de educação”, acrescentou Lucchesi.

PODER DE TRANSFORMAÇÃO – Embaixador da Olimpíada do Conhecimento 2014, o apresentador Luciano Huck reforçou o poder transformador da educação profissional para os jovens brasileiros. “Acredito na educação como ferramenta de um país melhor. Por isso, estou orgulhoso de ser embaixador desse projeto da CNI e do SENAI”, ressaltou.

Sobre a Olimpíada do Conhecimento 2014

Entre os participantes estão alunos de cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e dos Institutos Federais de Tecnologia – esses últimos estão pela primeira vez nas provas. Entre esses 800, 45 são jovens com deficiência que competirão entre si em quatro modalidades.

Durante os quatro dias, os competidores realizam tarefas semelhantes às que enfrentariam em situações reais do mercado de trabalho. Seu desempenho estabelece o padrão de excelência das práticas das 58 profissões e serve para avaliar a formação técnica oferecida pelas instituições de educação.

Realizada a cada dois anos, a competição ocupará 105 mil metros quadrados do Expo Minas, onde serão instaladas 900 toneladas de equipamentos, incluindo duas turbinas de avião, um helicóptero e uma central de irrigação. Além das 6 mil pessoas, entre competidores, técnicos, avaliadores e organização, são esperados 300 mil visitantes no período.

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?