Prefeitura de Caieiras dá denominação oficial à Concha Acústica em homenagem a munícipe que marcou gerações

Prefeitura de Caieiras dá denominação oficial à Concha Acústica em homenagem a munícipe que marcou gerações
Publicado por no dia 20/12/2017 em Caieiras

A Prefeitura de Caieiras realizou no último domingo (17) a cerimônia que deu denominação oficial à Concha Acústica localizada na Praça Santo Antônio.

Popularmente conhecida como “Concha Acústica Raul Seixas”, o prefeito, com o apoio da Câmara Municipal, através da Lei nº. 5000, oficializou o nome da Concha Acústica como “Concha Acústica Armando Rodrigues”, em reconhecimento à relevância que Armando Rodrigues, o “Armandinho – Alfaiate” teve para a História do município.

Filho de Benedito Rodrigues e Maria da Conceição Mello Rodrigues, Armando nasceu em 28 de Maio de 1940 na antiga Vila das Cabras, hoje Avenida Professor Carvalho Pinto.

Ainda muito menino demonstrava paixão pela música e pelos instrumentos musicais, incentivado por seu Tio “Benedicto Mello” que lhe ensinou os primeiros acordes no violão, evoluiu rapidamente, autodidata, dotado de musicalidade, voz afinada e já músico “de ouvido” se apresentava com seus irmãos (Oswaldo Rodrigues, Dirce Rodrigues da Cruz e Alice Rodrigues Pasin) nos concursos de música promovidos nos festejos da Cia. Melhoramentos de SP, festejos Juninos, show de calouros e na Rádio de Franco da Rocha, impressionando e angariando títulos pelas apresentações.

De família humilde de operários, Armandinho e seus 4 irmãos, ele ainda criança, confeccionava suspensórios para complementar a renda da família. Iniciou sua carreira como aprendiz de Alfaiate aos 14 anos, profissão que exercera por mais de 45 anos com maestria, elegância e delicadeza no município de Caieiras.

Paralelamente, a música caminhava a passos largos: seu registro na Ordem dos Músicos do Brasil (órgão que regulamentava a profissão de músico) data de 1961, um ano após a criação da Ordem; Integrou, se dedicou e participou de diversos conjuntos e bandas não menos importantes, destacando-se a Banda Acapulcco, Banda Santa Maria e a Banda Moderna, embalando os Bailes com sua voz aveludada e o som de sua guitarra. Outros clubes da região, como Jundiaí, Itatiba, Franco da Rocha e Francisco Morato foram palco para a Banda Moderna. Os Bailes de carnaval, acompanhando a modernidade e a influência do Carnaval Baiano, foram para as Ruas de Caieiras, onde a Av. dos Estudantes se tornou a passarela do Carnaval Caieirense e sob a voz de Armandinho e o som da Banda Moderna, continuaram a divertir os foliões.

Religioso, Armandinho dedicou-se por décadas ao Coral Santa Cecília, Coral da Igreja Matriz Santo Antônio, onde muitos religiosos dotados do dom musical fizeram e fazem parte até hoje, nas apresentações internas, externas e nos festejos Juninos. Contribuidor da cultura musical do Município e região, teve ao lado os companheiros Músicos e Maestros conhecidos ao longo dos tempos, influenciando muitos jovens a trilharem o caminho da música.

Acometido por um câncer, veio a falecer em 18 de Janeiro de 2004 deixando saudades aos familiares, amigos e a cultura musical do Município.

Deixe seu comentário:

+ Caieiras

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,