Quer aumento? Saiba o que fazer e falar na hora do pedido

Quer aumento? Saiba o que fazer e falar na hora do pedido
Publicado por Bianca Ludymila Peres no dia 21/11/2016 em Trabalho

A maioria dos livros de liderança, os quais procuramos seguir a rigor em nosso dia a dia, discorre sobre a realidade de empresas que trabalham por meritocracia. Ou seja, quando a empresa já tem bem estruturado um método de avaliação por desempenho e, portanto, sabe medir a produtividade dos colaboradores – logo, fica mais “fácil” saber quem merece o tal do aumento salarial. Nesse método de avaliação, os funcionários também sabem que serão recompensados pelo bom trabalho apresentado.

No Brasil, de acordo com a minha experiência, ainda são minoria as companhias que avaliam corretamente a qualificação por desempenho. Então, se trabalha em um lugar que não tem uma política de aumento salarial tão assertiva assim, cabe a você batalhar pelo reconhecimento.

Porém, antes de tocar nesse assunto, você deve se preparar, pensar bem e sentir se é a hora certa. Já presenciei situações constrangedoras, em que os próprios colaboradores se colocaram em saias justas ao pedirem aumento. Confira algumas dicas para você não cair e te ajudar na busca pelo tão sonhado aumento:

“Eu também mereço um aumento salarial” – Não faça comparações desse tipo! Não se trata de merecimento e, sim, de resultados. Essa dica pode não agradar muitas pessoas, mas, queiramos ou não, reflete o pensamento de muitos empresários: fazer corretamente as tarefas é apenas a obrigação de todo bom profissional;

Não alegue dificuldade para pagar as contas – Todos temos despesas, e as dívidas contraídas foram escolhas suas. De nada adianta expor seus problemas pessoais, como o aumento das contas de casa, a escola dos filhos ou a compra de um carro. Não vá por esse caminho;

Nunca diga que tem outras propostas fora dali se não for verdade – Não coloque seu chefe contra a parede e, muito menos, se coloque em uma armadilha da escolha do tudo ou nada. O objetivo é ter uma conversa amigável e tranquila;

Espere, pelo menos, um ano para falar sobre aumento – Afinal, você acabou de concordar com aquele salário, com os desafios e as responsabilidades que terá que arcar;

Entregue mais – Para fazer jus a um aumento de salário, é necessário agregar valor à empresa. Apresente mais resultados e demonstre as razões para o seu pedido.

Com essas dicas, você terá os argumentos necessários para cobrar reconhecimento. Porém, caso o seu chefe fale que não é o melhor momento para te dar o aumento, pergunte o que você deve fazer para melhorar e em quanto tempo pode conquistar o seu objetivo salarial.

Agora, se resposta for “aqui você não terá o aumento desejado”, a boa nova é que você pode ir atrás desse objetivo em outra empresa. Agradeça a sinceridade, comece a buscar novas oportunidades e reflita sobre o que prefere: se dedicar a um trabalho que não lhe renderá os ganhos que procura ou saber da real situação e poder mudar o rumo de sua carreira?

Por: Daniela do Lago é coach de carreira, palestrante, professora dos cursos de MBA da Fundação Getúlio Vargas nas disciplinas de Gestão de Pessoas, Comportamento Organizacional, Comunicação e Relacionamento Interpessoal e escritora. Recentemente lançou o seu segundo livro – “UP! 50 dicas para decolar na sua carreira”, pela Integrare Editora. A obra contém dicas práticas de comportamento no trabalho.

Site: Daniela do Lago entre em contato com ela clicando aqui.

Deixe seu comentário:

+ Curiosidades

Tags:, , , , , , , , , , , , , ,