Novidades
5 anos atrás

Vereador foi preso após morte de Palmeirense

Página do Vereador no Facebook (reprodução)
Página do Vereador no Facebook (reprodução)
O vereador de Francisco Morato (PT-SP), Raimundo Cesar Faustino (Capá), foi preso dia 26, acusado de participar de uma briga de torcidas do Corinthians e do Palmeiras no domingo, dia 17. O confronto resultou na morte do palmeirense Gilberto Torres Pereira.

A prisão é preventiva, e aconteceu na tarde desta terça em Francisco Morato, na Grande São Paulo, por volta das 15 horas. Detalhes ainda serão divulgados pelo delegado da Delegacia Seccional de Franco da Rocha, Dr. Cosmo Stikovics Filho.

O Vereador é acusado de ter agredido o palmeirense com um galho de árvore em uma briga na estação da CPTM em Franco da Rocha. A vítima sofreu traumatismo craniano, passou por cirurgia, mas sofreu morte cerebral dia 20. Pereira, levou vários golpes na cabeça durante o confronto. E há rumores de que ele poderia somente estar de passagem por ali. O vereador foi denunciado por tentativa de homicídio. Outros dois corintianos estão presos desde domingo por envolvimento na briga.

A mãe do Professor está muito abalada, pois disse que precisava muito do filho. E quanto ao PT – Partido dos Trabalhadores, suspendeu o vereador por 60 dias, por unanimidade, ou seja, ele não participará do horário eleitoral gratuito na TV e no rádio. Se confirmada a expulsão, Capá não poderá concorrer a uma vaga de deputado estadual nas eleições de outubro.

Comissão Executiva PT-SP suspende filiados envolvidos em briga

Segundo nota do PT-SP, a Comissão Executiva do PT-SP decidiu, de maneira unânime, em reunião nesta segunda-feira (25/08), suspender por 60 dias os filiados Leonardo Gomes dos Santos, Gentil Chaves Siani e Raimundo Cesar Faustino, o vereador Capá, pela suspeita de envolvimento em briga entre torcedores de futebol, ocorrida em Franco da Rocha no último dia 17 de agosto.

A Executiva também aprovou que o caso seja encaminhado para a Comissão de Ética do PT-SP, que terá também 60 dias para analisar o episódio e propor outras ações. “Enquanto isso, iremos aguardar as investigações da Polícia e da Justiça para verificar se novas medidas serão necessárias. No momento, os filiados estão suspensos”, explicou o presidente estadual do PT-SP, Emidio de Souza.

Emidio esclareceu ainda que o vereador teve direito a participar da reunião e dar suas explicações.

“Os indícios que existem hoje são suficientes para a suspensão. Não temos tolerância para violência e não vamos compactuar com qualquer tipo de agressão”.

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?