Estilo
5 anos atrás

Vídeo prova que padrão de beleza é mentira

Vídeo prova que padrão de beleza é mentira

Quantas vezes você já deve ter se sentido mal com seu próprio corpo, as vezes por estar meio gordinha ou fora de forma?

Este vídeo te prova em 37 segundos que os padrões de beleza impostos pela mídia são falsos, confira:


Beleza em qualquer idade

A vaidade faz parte da alma feminina… Sendo assim, alguns probleminhas estéticos podem incomodar e comprometer a autoestima da mulher já na infância. Saiba quais são os mais comuns em cada fase da vida e os tratamentos disponíveis para solucioná-los

Adolescência

O que incomoda: “As espinhas tendem a aparecer a partir dos 11 anos de idade. Filhas de pais que tiveram acne apresentam maior risco de desenvolverem o mesmo quadro, além disso, o uso de maquiagens não específicas para este público, bem como o de cosméticos impróprios, como demaquilantes e tônicos, por exemplo, podem agravar o problema, pois obstruem os poros e causam irritação cutânea, originando a acne cosmética”, conta Jardis Volpe, dermatologista da Clínica Volpe, em São Paulo.

Como tratar

Em casa: Como nesta fase há um aumento na produção das glândulas sebáceas, o excesso de oleosidade torna-se uma das maiores queixas. Portanto, é imprescindível caprichar na higienização adotando produtos livres de óleo. Um cuidado bastante importante e pouco conhecido é lavar o rosto com sabonete líquido antisséptico logo após o uso de demaquilante, e finalizar com a aplicação de loção adstringente, sem álcool. Ativos como: extratos vegetais, chá verde, camomila e ácido salicílico são bem-vindos em hidratantes e loções, bem como maquiagem com textura pó. É recomendado, também, realizar exfoliações, no mínimo, duas vezes por semana. O protetor solar, hidrossolúvel e com FPS 25, deve ser aplicado duas vezes ao dia ou a cada duas horas em exposição solar intensa.

No consultório: “Gosto de combinar três métodos que funcionam como um combo. Em um mesmo dia pode-se utilizar o Isolaz, aparelho que emite uma luz pulsada associada à sucção. O vácuo consegue drenar as espinhas inflamadas, enquanto a luz tem papel anti-inflamatório. Em seguida, é a vez do Genesis, um laser micropulsado que atua na oleosidade excessiva, reduzindo-a e também diminuindo os poros abertos. Por fim, há o Multiwaves, emissor de luz azul com capacidade de reduzir as bactérias envolvidas no quadro da acne. O controle pode ser feito com medicamentos tópicos e orais, se for o caso, mas sempre com supervisão dermatológica”.

25 a 35 anos

O que incomoda: “Começam a surgir os primeiros sinais de fotoenvelhecimento, caracterizado por manchas denominadas melasmas (de tom acastanhado). As marcas também podem surgir em decorrência do uso de anticoncepcional e alterações hormonais e aparecem com mais frequência no rosto e no colo”, explica Jardis Volpe.

Como tratar

Em casa: “Recomendo o uso de cosméticos clareadores de uso tópico e de cápsulas orais com ativos como pycnogenol – antioxidante potente – e o uso de fotoprotetor com FPS acima de 50”, diz o médico.
No consultório: “Procuro evitar peelings químicos à base de ácidos fortes, pois eles acabam irritando a pele e gerando efeito rebote. Para mim, os métodos mais promissores são a ultraterapia, ou seja, terapia realizada com aparelho que age por meio de ultrassom, e a mesoterapia com ácido Tranexamico: o produto é injetado diretamente no local afetado, clareando a mancha. O tratamento pode ser associado com aplicações de Spectra, aparelho de laser que emite pulsos ultrarrápidos e que foi recentemente aprovado pelo FDA”, conta Volpe.

35 a 40 anos

O que incomoda: “As rugas aparecem, principalmente, na pálpebra inferior, onde a pele fica mais fina e desidratada. Há perda de colágeno e os poros ficam dilatados”, descreve o dermatologista.

Como tratar

Em casa: “Uma boa aposta é o uso de produtos com ativos antioxidantes e vitamina C, capazes de promover uma renovação celular. Cremes nutritivos, que melhoram a densidade da pele ao redor dos olhos, também são recomendados”, fala o médico.
No consultório: “A aplicação de hidratante injetável, que melhora a pele ao redor dos olhos, bem como o uso de um blend de vitaminas por 4 a 5 sessões, dão bons resultados – método similar ao adotado pela princesa Letizia, da Espanha, que consiste na injeção de um cocktail vitamínico – um mix de antioxidantes, minerais, colastina, ácido hialurônico e colágeno -, que promete reduzir os sinais do tempo sem efeitos colaterais”, indica Jardis Volpe.

Menopausa (40 a 50 anos)

O que incomoda: “A pele perde sustentação, firmeza, fica mais ressecada. Há diminuição de colágeno e de gordura facial. Tudo por conta das alterações hormonais que acontecem nesta fase da vida”, constata Jardis Volpe.

Como tratar

Em casa: “Fazendo uso de cremes nutritivos formulados com ativos antienvelhecimento, como Densiskin, Matrixyl e ácidos. Como o rosto fica com formato côncavo, é preciso usar produtos volumizadores à base de cálcio, com efeito preenchedor leve, inclusive para mulheres que fazem atividade física, pois há perda de hormônios, colágeno e gordura”, alerta o médico.
No consultório: “Buscamos trabalhar a musculatura com equipamentos de ultrassom e outros tratamentos estimulantes da produção de colágeno. Lasers fracionados e radiofrequência também são bem indicados para esta finalidade”, propõe Jardis Volpe.

Franco Notícias

O Franco Notícias é seu jornal online de Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato, mairiporã, Jundiaí e região, além de conteúdos de saúde, economia, educação, esportes e entretenimento.

Vamos Bater um Papo?